Revolução 4.0

Revolução 4.0

2020 está logo aí e ele é o futuro. Estamos vivendo o que se chama de quarta revolução industrial (ou, se preferir, revolução dos serviços ou, ainda a revolução 4.0).

A primeira revolução veio com a invenção das máquinas a vapor e ferrovias. A segunda veio com a eletricidade. A terceira com a automação computadorizada. E a quarta, a que estamos vivenciando, acontece graças ao uso das novas tecnologias e da informação.

Não é à toa que somos testemunhas de tantas mudanças e que os governos e empresas ainda estejam aprendendo a lidar com as inovações. Mas é preciso lembrar que sem elas dificilmente iremos sobreviver.

Eu sou uma pessoa que naturalmente gosta de tecnologia. Tenho uma alta capacidade de adaptação a novas demandas e estou sempre procurando recursos mais eficientes para o trabalho. Isso é algo natural para mim.

A Inoar nasceu no mundo digital e diversas ações desenvolvidas por mim no Marketing tiveram este DNA como mola propulsora: ser digital, falar com quem está neste ambiente.

Nós trabalhamos com dados deste cenário desde sempre e não é à toa que tomei sempre as decisões mais assertivas ao lançar produtos. Sou próxima dos meus consumidores e nunca bastou que eles conhecessem a marca. Antes de mais nada, eu preciso conhecê-los também. Em tempo real.

Da mesma forma que sempre trabalhei com esta agilidade, não tenho medo algum de mudanças. Especialistas apontam que o mercado deve passar por mudanças profundas nos próximos anos e estou preparadíssima para elas.

Quando ocorre uma grande mudança no processo industrial por causa de uma série de inovações tecnológicas há impactos globais nos âmbitos social, econômico e político. Você certamente tem ouvido falar dos termos startups, internet das coisas, big data, entre outros. Tudo isso que parecia o futuro está acontecendo agora.

E como fica a nossa vida neste futuro acontecendo em tempo real? Temos que estar mais aptos a desenvolver habilidades como resolução de problemas, trabalho em equipe, empreendedorismo, orientação à mudanças e, além de tudo, a capacidade de aprender continuamente, porque os algoritmos mudam a cada dia.

Se por um lado tenho este DNA da mudança rápida para seguir um mercado que não para, é importante lembrar que o lado humano vai ser sempre o nosso real propósito.

Para mim, a pessoa que tiver a competência de se articular através de relacionamos humanos, em um mundo cada vez mais tecnológico, já compreendeu tudo.

Revolução Solidária

Revolução Solidária

No meu último post, falei sobre o desemprego, mas não comentei o quanto fico arrasada ao ver as notícias de demissão em massa. Isso me abala. Talvez vocês não saibam, mas sim, eu já estive do lado de lá.

Ouvir uma dispensa nunca é fácil. Mas ser desligado do seu trabalho te tira de fato o chão. O trabalho é nosso alicerce, é aquilo que alimenta nossos filhos, coloca comida na mesa.

Este número impressionante trouxe outra estatística terrível: O Brasil registrou um aumento de 16,8% na taxa de mortalidade por suicídio nos últimos anos.. O crescimento está relacionado sobretudo ao aumento de casos entre homens. São mais de 30 óbitos por dia. Dentre os fatores de risco para o suicídio, nos casos em que houve registro, 52% indicavam que a pessoa estava desempregada.

Além do suicídio, doenças como depressão e síndrome do pânico vêm aumentando exponencialmente. Pesquisas da OMS revelaram que 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população.

Não importa o cargo, a condição social, todo desempregado fica vulnerável. Conheço casos de pessoas próximas a mim que tiraram a vida como consequência do desemprego e não consigo ficar alheia a isso.

A falta de trabalho e falta de um salário, junto com as incertezas, tiram a autoestima das pessoas, até a sua vontade de viver.

Gostaria de reunir neste grupo Revolução Solidária pessoas que pensem assim também para fazermos a nossa parte para auxiliar as pessoas que estão em busca de recolocação ou que precisem de motivação para continuar.

Vamos divulgar vagas, cursos gratuitos, capacitações, ideias para sair da crise, oportunidades!

Convido vocês, empresários, empreendedores, criativos, todos que tenham uma ideia para colocá-la aqui.
Quem sabe não é o seu post que fará a diferença na vida de alguém?*

O que está acontecendo em nosso país é muito triste. Se cada um ajudar, podemos fazer a nossa revolução.

Inocência Manoel

*A moderação do grupo não se responsabiliza pelas informações divulgadas. Verifique sempre a veracidade das postagens antes de compartilhar. Use o bom-senso.