O Marketing e os novos tempos: o que ainda fará sentido depois de uma pandemia?

O Marketing e os novos tempos: o que ainda fará sentido depois de uma pandemia?

Na Inoar, nascemos em um mundo e estamos em outro, depois de tantas mudanças. Quando eu comecei a vender meus produtos, ainda batia de porta em porta para apresentá-los a salões de beleza. Era o auge do boca-a-boca, do trabalho da revendedora. Depois, com a empresa estruturada, tudo isso deu lugar às redes sociais, ao marketing de influência, ao digital, à experiência do usuário, ao omnichannel.

Capacitar é olhar para o futuro

Capacitar é olhar para o futuro

"Pior do que treinar um funcionário e ver ele sair, é não treinar e ver ele ficar". Essa máxima ficou famosa há alguns anos entre os líderes que questionavam a importância do investimento em treinamentos de seus colaboradores. Para mim, a verdade é uma só, desde sempre: estamos neste mundo para aprender. E o aprendizado acontece todos os dias.

A alma do negócio

A alma do negócio

Todo mundo diz que a propaganda é a alma do negócio. Essa frase fazia sentido pra mim antes mesmo de eu ter um negócio. Sempre fui apaixonada por comunicação, redação, jornalismo, artes, cultura, temas que enriquecem as pessoas das mais variadas formas e eu acredito que a propaganda bem-feita consegue conter dentro dela mesma um pouco de todo esse repertório que as pessoas vão somando na vida. Acho que é um pouco de arte, um pouco de negócio. E é o que faz a vida ter graça no final das contas.

Os extremos da ignorância

Os extremos da ignorância

Paira sobre o país não somente uma pandemia nunca antes vista, mas também um momento de trevas. Posso até dizer que a crise que estamos vivendo não se atém somente à área da saúde e à economia de nosso país, mas ela está conectada à mais profunda ignorância que conhecemos: aquela que não se assume, aquela que rejeita os fatos, aquela que não quer a sua própria cura.