Respeite o SUS

Respeite o SUS

No início do ano, eu fiz um agradecimento público ao SUS por ter salvado a vida de meu irmão. É inacreditável que em tão pouco tempo depois tenhamos chegado até aqui, com a ameaça de perder um dos direitos mais fundamentais na preservação de nossa saúde e de nossas vidas. Está na Constituição: a saúde, no Brasil, é um dever do Estado. E caso você não tenha conhecimento, ainda que com seus problemas, a saúde no Brasil oferece serviços, medicamentos, terapias e cirurgias de forma gratuita - que você não encontraria, por exemplo, nos Estados Unidos.

Violência contra a mulher. Quando deixou de ser um absurdo?

Violência contra a mulher. Quando deixou de ser um absurdo?

Violência contra a mulher. Quando deixou de ser um absurdo? Já escrevi aqui sobre a Lei Maria da Penha, que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Mas o fato é que pouca coisa vem mudando para nós nos últimos anos. Durante a pandemia do Coronavírus, os casos de agressões contra mulheres, especialmente para quem está confinada, dispararam. Um aumento de mais de 50% de denúncias de violência física, mas não só. Agressões psicológicas, morais sexuais e patrimoniais fazem parte de vida de quem está dormindo com o inimigo.

Crimes contra a honra. Por que não podemos nos calar.

Crimes contra a honra. Por que não podemos nos calar.

Levei muitos anos para entender que atitudes corriqueiras em nossas vidas possam ser classificadas como crimes. Parece assustador falar isso, mas é justamente por banalizarmos esse tipo de ação que ela permanece na minha vida, na sua, fazendo alguns estragos no âmbito profissional e pessoal. Calúnia, injúria, difamação. Se não você, pelo menos um conhecido seu já foi vítima e simplesmente “deixou pra lá”. Já fiz muito isso também, pois não entendia a gravidade e o quanto seria prejudicada por eles.

TETO DE VIDRO DA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS

TETO DE VIDRO DA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS

O mercado de cosméticos, como vocês sabem, é um dos que mais crescem no mundo. E dados do censo americano apontam que, no mundo do consumo, uma mulher pode valer por dez homens. Isso porque elas decidem 85% das escolhas de consumo, um número que se torna ainda mais expressivo quando se trata de produtos de beleza.