Seja você a mudança

Seja você a mudança

A pandemia do novo Coronavírus se mostra mais um desafio para marcas, pessoas e empresas no mundo todo. Em meio a incertezas a muitas discussões sobre os rumos a serem tomados, só uma coisa é certa: reinventar-se para acompanhar os novos tempos é mais do que mera adaptação. É a única e possível saída.

Foi o que aconteceu com a Inoar. Eu já vinha pensando seriamente na produção de álcool em gel e uma linha de antissépticos e antibacterianos, porém, com a surpresa da pandemia, foi preciso mudar completamente a linha de produção para atender uma emergência nacional. E mudamos! Com isso, passamos a fabricar em ritmo acelerado nosso primeiro álcool gel, de uma série voltada para suprir a demanda.

Foi uma decisão importante e tivemos que ser muito rápidos. Nosso primeiro lote foi feito para doação a nossos colaboradores. Vimos que havia dificuldade de encontrar o produto no mercado e decidimos nós mesmos produzir para suprir uma demanda interna. Mas, vendo a situação se agravando, decidimos colocar o produto no portfólio e fabricar imediatamente.

Foi uma força-tarefa que envolveu a diretoria e os times de Desenvolvimento, Marketing, Criação, Comercial, Fábrica, Logística, Comunicação, todos em prol de colocar esse produto o mais rápido possível no mercado – além de serem feitas doações a entidades na região, uma premissa da diretoria no momento em que o país mais precisa.

Temos que ser úteis neste momento, enfrentar a pandemia do novo Coronavírus com tudo o que podemos fazer. Queremos ser um exemplo e guiar a mudança, com práticas realistas e justas, para ajudar os consumidores num momento como este. Tudo irá passar, menos o exemplo que deixarmos.

Inocência Manoel

#todosportodos #secuida #semdeixarninguémparatrás #vaificartudobem #pactocontraacovid19 #juntoscontraacovid #ods #coronavírus #covid19

#TodosPorTodos

#TodosPorTodos

Me recuso a entrar em pânico. Mas é preciso deixar aqui registrado o que um vírus vem fazendo com a humanidade.
A pandemia do novo Coronavírus é mais uma das doenças que infectam animais selvagens e, de alguma forma, conseguem migrar para o ser humano. Ainda não se sabe ao certo como tudo começou, mas a ciência se apressa para entender como começou a série de transmissões que estão desafiando o mundo.
Não foi a primeira vez que algo assim ocorreu na história da humanidade, mas mesmo tendo exemplos no passado, mesmo tendo estudos avançados, mesmo tendo notícias em tempo real, ninguém, absolutamente ninguém, estava preparado para o que estamos passando nestes dias.
Volto a dizer que não me renderei ao pânico. Como é da minha natureza, imediatamente botei a mão na massa, pois é disso que sou feita. Trabalho em prol da coletividade e tenho uma responsabilidade enorme neste momento.
Na empresa, imediatamente iniciamos o trabalho em home office, gradualmente implementado nos setores. Estabelecemos uma política que alia a tecnologia e diversas ferramentas para podermos trabalhar bem conectados, mesmo distantes.
Outras providências tomadas com agilidade: também afastamos os funcionários de grupos de risco, os com mais de 60 anos. Estão todos em suas casas e estamos mantendo os empregos – não vamos deixar ninguém para trás neste momento já tão difícil.
Eu e meu filho, Alexandre, estamos na linha de frente, diariamente presentes na fábrica e logística que não podem parar de fabricar e entregar álcool em gel. Reforçamos todos os protocolos de segurança e higiene, com máscaras, álcool gel, lavagem frequente de mãos. A demanda é alta e a produção em ritmo acelerado se faz mais necessária do que nunca.
“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. Apesar de ser atribuída a Charles Darwin, esta frase nunca foi dita por ele. Mas ela nos faz refletir, especialmente num momento de crise.
Adaptar-se, neste momento, significa utilizar recursos de forma inteligente para garantir trabalho e saúde. Significa ser criativo e fazer do limão a limonada de que estamos tanto precisando.
Acredito que a crise nos trará outras grandes lições: de que precisamos permanecer unidos, que precisamos estar sempre preparados para mudanças de rota, que precisamos pensar na coletividade. Que a informação, a ciência e os estudos são nossos aliados. E que o pânico pode até nos isolar, mas não vai me paralisar.

Fiquem bem, se cuide, cuide de quem você ama.
Confie que tudo vai passar.

Inocência Manoel

#todosportodos #secuida #semdeixarninguémparatrás #vaificartudobem #pactocontraacovid19 #juntoscontraacovid #ods #coronavírus #covid19

O Pacto Global da ONU – por que é tão urgente fazer alguma coisa

O Pacto Global da ONU – por que é tão urgente fazer alguma coisa

Caso você ainda não saiba, em 2015, a ONU propôs ao mundo uma nova agenda de desenvolvimento sustentável para os próximos 15 anos, a chamada Agenda 2030, composta pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Estamos em 2020 e o cenário nunca foi tão desafiador. De acordo com dados apresentados nesta semana em uma reunião de estratégias da Rede Brasil do Pacto Global, estamos 30% abaixo das expectativas de atingir os objetivos.

O que quero dizer com isso? Que o momento é de agir.

Quando decidi assinar este grandioso pacto com a ONU, eu sabia que havia muito a ser feito e que algumas iniciativas implantadas na Inoar já estavam alinhadas com os ODS, por exemplo o projeto Beleza Solidária, fundado por mim.

Esta convicção se mostrou ainda mais acertada quando tive certeza do quanto estes Objetivos, além de serem a nossa real forma de mudar o mundo, são uma poderosa ferramenta para as empresas.

Sempre acreditei nesta responsabilidade que temos, como companhia, de fazer negócios mais sustentáveis, porém vou além: os ODS trazem novos horizontes para que as companhias inovem e alcancem vantagens competitivas. O consumidor hoje é muito mais exigente e sabe o que acontece no mundo. E apenas as empresas alinhadas com a sustentabilidade vão sobreviver – guardem isso que estou falando.

Para quem ainda não conhece, listo abaixo as 17 ODS propostos pela ONU:

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Nos próximos posts vou me aprofundar em cada um deles e o que estamos fazendo para avançar nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Não basta escrever, ler ou falar. Temos que agir!
Inocência Manoel

Plataforma Agenda 2030

grid-global-goals-header.jpg

A Agenda 2030 e os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) afirmam que para pôr o mundo em um caminho sustentável é urgentemente e necessário tomar medidas ousadas e transformadoras.

Os ODS constituem uma ambiciosa lista de tarefas para todas as pessoas, em todas as partes do mundo, a serem cumpridas até 2030. Se cumprirmos suas metas, seremos a primeira geração a erradicar à pobreza extrema, poupando as gerações futuras dos piores efeitos adversos da mudança do clima.

A Plataforma Agenda 2030 é um convite para embarcarmos nessa jornada coletiva – sem deixar ninguém para trás. Incluindo todos num círculo virtuoso jamais visto anteriormente.

Você conhece tal projeto? Na sequencia um vídeo, menos 3′, resumindo à Plataforma. Vale muito conhecer. Afinal, o futuro está sendo construído no agora. E nós todos temos responsabilidade sobre ele.