Fundadora da Inoar é indicada ao prêmio Gestora do Ano no Oxford Summit of Leaders 2018

Fundadora da Inoar é indicada ao prêmio Gestora do Ano no Oxford Summit of Leaders 2018

A fundadora da Inoar Cosméticos, Inocência Manoel, foi indicada ao prêmio Gestora do Ano, condecoração que reconhece e homenageia a excelência individual de executivos de alto nível em todo o mundo. A premiação acontecerá durante o Oxford Summit of Leaders 2018, no dia 18 de dezembro, em Oxford, na Inglaterra.

 

Inocência Manoel, que também é Diretora de Marketing e Criação da marca, foi reconhecida como líder empresarial eminente por contemplar critérios como de visão e liderança, desempenho e efetividade da empresa, personalidade e habilidades gerenciais individuais, competitividade nacional e internacional, nível de inovação e responsabilidade social corporativa. “Além de uma enorme honra, esta indicação é reflexo da dedicação e da busca constante pela excelência da Inoar Cosméticos, de todo o nosso time. Afinal, temos como base valores sociais, ambientais e humanos, o que reflete quem somos e a forma como desejamos continuar crescendo. Sem dúvidas, é recompensador este reconhecimento”, afirma.

 

Sobre a Inoar

Empresa brasileira referência no mercado nacional e internacional, a Inoar Cosméticos traz em seu DNA a essência de seus fundadores: a criação de produtos inovadores pelo olhar único de Inocência Manoel, Diretora de Marketing e Criação, e a administração dos negócios de Alexandre Nascimento fazem da Inoar uma marca de cosméticos inspirados em vários tipos de pessoas, com inovação, tecnologia de ponta e o know-how de quem entende as necessidades de profissionais e consumidores finais. Em maio de 2018, inaugurou a Inoar Europa com um Centro Técnico e de Treinamento para distribuidores e cabeleireiros profissionais com sede em Lisboa, Portugal.

 

DEIXE O SOL ENTRAR (Let The Sunshine In)

images (2)

Em tempos de incertezas, ameaças à democracia, às liberdades individuais, direitos civis, direitos humanos, direito dos animais, das florestas, dos mares e oceanos, entre outras ameaças a conquistas históricas da Modernidade, sugiro que assistam esse pequeno vídeo que fala muito sobre o que estamos vivendo. É uma reflexão para que “o sol nos ilumine” nessa caminhada, nos fazendo fortes e resistentes na conquista de nossos sonhos.

RESILIÊNCIA: A ARTE DE RESINIFICAR ÀS TEMPESTADES DA VIDA

resilience

 Resiliência é nossa capacidade de acumular energia quando somos exigidos ou submetidos aos testes de resistência. Precisamos ser resilientes em situações de crise, tendo fé e equilíbrio para realizar nossos objetivos.

Desenvolvemos resiliência à medida que assumimos a responsabilidade sobre nossa vida; que elevamos nossa estima de modo a enfrentar desafios e adversidades; aceitamos mais riscos, muitas vezes nos expondo, como o único caminho para se diferenciar; aumentamos nossa capacidade de adaptação.

Todos nascemos com talento/habilidade. Descobri-lo é dar sentido à vida. E independente de ter ou não ocupação formal, ou da condição social, ter resiliência nos auxiliará nas adversidades. Muitas vezes exigindo que resinifiquemos aquela experiencia, aparentemente negativa, mas que certamente tem algo a nos ensinar.

A questão é que, na maioria das vezes, estamos olhando para nossos pontos fracos, pensando que não somos merecedores, pensando no que deu errado, entre outras preocupações na mente. Na verdade, deveríamos estar buscando de soluções criativas e inovadoras.

Já enfrentei todo tipo de adversidade. Teve momentos que realmente achei que não sairia daquela crise/situação. Mas, a resiliência me fortalecia a cada dia, e fui descobrindo que a saída estava comigo. Não estava com o banco, com outras instituições e pessoas. Somente eu seria capaz de tomar a decisão de romper com as amarras que me impediam de avançar. Hoje vejo que falta isso a maioria das pessoas.

De modo geral, a resiliência está associada ao otimismo; ao atribuir um sentido à vida; à empatia (se colocando no lugar do outro para analisar como faria naquela mesma situação); fortalecer o relacionamento familiar; ampliar o círculo de amigos; buscar apoiadores com as competência necessárias para seguir junto em direção ao seu objetivo; desenvolver o equilíbrio.

Estes são temas que tenho trabalhado para palestras: resinificar experiências na perspectiva do crescimento e da realização pessoal e profissional. Assim, contribuirei com muitos que atravessam situações similares sem nenhum auxílio ou troca de experiência capaz de impulsioná-lo, e consequentemente não desistir.

Sejamos resilientes, pois às tempestades sempre passam. E a única certeza é que tudo está em constante mudança.

 

Inocência Manoel – Fundadora INOAR Cosméticos

“QUANDO NÓS MUDAREMOS ISSO? VIVENDO SOB O MEDO, ATÉ NÃO RESTAR MAIS NADA”

maes solteiras
imagens do Google

A partir do momento em que a família é dissociada, surgem os problemas sociais. Atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai e avô, é mãe e avó. E, por isso, torna-se realmente uma fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar nessas narco-quadrilhas”, disse, no início da semana, general Mourão, candidato a vice-presidente na chama de Jair Bolsonaro.

Associar o crime às “mães solteiras” é uma afronta a todas às mulheres, à sociedade brasileira, composta e mantida por elas em diferentes atividades profissionais e domésticas. Me sinto ultrajada, e não aceito desculpas construídas como estratégias de “gestão de crise” para que esqueçamos o que foi dito. É inadmissível!!!

Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por amostra de Domicílio) de 2015 (última realizada), 42% dos domicílios no Brasil são chefiadas por mulheres — a maioria de solteiras. Ou seja, em torno de 30 milhões de famílias têm mulheres como referência, e estima-se que apenas um terço delas tenham um cônjuge ao seu lado.

Criei meu filho sozinha, como auxilio de minha mãe. Portanto, mãe e avó juntas. Isso só nos fortaleceu como família. Meu filho é CEO de uma empresa global, com presença em mais de 40 países. Temos políticas de empoderamento de mulheres (agora também com cursos de barbeiro para homens) através do programa Beleza Solidária, além de uma série de ações junto à entidades como Instituto Chico Mendes, entre outras.

Às mulheres são guerreiras, lutam para sustentar filho e casa, trabalhando duramente. O que leva jovens para o crime é um Estado que não cumpre seu papel com à educação, sempre reduzindo recursos. Somente à Educação é capaz de mudar a história de um país. Na verdade, o Estado pune duplamente os que não têm condições de frequentar à escola: primeiro não estabelecendo políticas públicas capazes de reduzir os índices de evasão. Segundo, quando manda esses jovens para “escolas de crimes”, que são os presídios. Por que não se fala dessas estatísticas? Quantos reincidem no crime porque há muito o sistema prisional não ressocializa, está falido?  Mas, esta é ainda a saída em programas de candidatos às eleições 2018.

Teria muito para refletir, mas prefiro perguntar: “QUANDO NÓS MUDAREMOS ISSO? VIVENDO SOB O MEDO, ATÉ NÃO RESTAR MAIS NADA”. O vídeo de Tina Turner, na sequência, traduz um pouco de nossa impotência diante do cenário politico que vive o Brasil hoje.

 

Tina Turner, que também foi criada pela avó materna, como eu; que também criou seu filho sozinha durante um período, na trilha sonora do filme “Mad Max e a Cúpula do Trovão”. É de mulheres assim, General Mourão, que a vida é feita. De mulheres que sempre vão lutar, resignificar e reconstruir sobre às vicissitudes da vida. Não aceitaremos o retrocesso moral com adoção de regras primitivas. Não abriremos mão da jovem democracia brasileira, ainda frágil certamente, mas com muitos dispostos a defendê-la. Essa não é uma questão do mercado. É uma questão social, política, econômica.

“Será que nossa história brilhará como uma luz? Ou terminará no escuro?”

#EleNão – mulheres na luta por um país que realmente possa avançar em direção ao futuro. Não queremos uma “Cúpula do Trovão” onde os conflitos (sociais) sejam resolvidos em duelos de morte. Queremos uma sociedade onde possamos criar nossos filhos, realizar nossos sonhos e evoluir, como homens e mulheres em busca da liberdade de ser e agir.

 

Inocência Manoel é meu nome. Aqui e no mundo!